Valdemar Sequeira

Nasceu em Moimenta de Cinfães do Douro. Aos 11 anos de idade inicia os estudos musicais em trompete na Banda de Tarouquela, aos 18 anos ingressa na Banda Região Militar Norte onde inicia os estudos em tuba Sib. Mais tarde é transferido para Coimbra onde inicia os estudos em trompa na Banda da Região Militar Centro. Em 1983 é admitido ao Curso de Formação de Sargentos Músicos que conclui em 1985. Colocado na banda da R.M. Centro. Assume a direção da Banda filarmónica de Castanheira de Pêra, forma o Quinteto de Metais de Coimbra como membro fundador. Em agosto 1987 é transferido para o Porto (Banda da R.M.N.) onde é convidado a dirigir a Banda de Piães. Em 1988 faz parte integrante da Orquestra de Camarata do Porto como solista (B), passado um ano passa a solista (A). Estudou cerca de um ano com o professor Eddy Tauber. Em 1989 assume a chefia da Banda dos B. V. de Esposende São Paio D’Antas até setembro de 2012. Concluiu o curso de trompa no Conservatório de Música do Porto, com o Professor Gil Lopes. Concluiu todos os cursos inerentes à sua carreira militar até ao posto de Sargento Môr, ocupando atualmente o posto de Sargento-Chefe.

Como pedagogo lecionou na Academia de Música de Esposende, na Escola de Música da Banda de Nespereira, na Escola de Música da Banda de Esposende S. Paio D’Antas, na Escola de Música da paróquia do padrão da Légua e em alguns Cursos de formação de Sargentos Músicos. Em1999 forma o quinteto de sopros, Quintectando, como membro fundador. Durante a sua carreira musical foi dirigido por vários Maestros nacionais e internacionais, tais como: Ivo Cruz, Ferreira Lobo, António Batista, Borges Coelho, Mário Mateus, Ten.Cor. Armandino Silva, Ten. Cor. Amorim, Major Gonçalves, Major Rebelo Major Botelho, Prof. Saúl Silva, Ghunter Arglebe, Luiz Isquierdo, Kamen Galaminov e por muitos Maestros de bandas civis. Como executante, quer como solista, quer como concertista, além das bandas militares por onde tem prestado serviço tocou com a Orquestra Camerata do Porto, Orq. do Norte, Orq. da Regie, Orq. da Cidade de Braga, Orq. Conservatório de Aveiro, Orq. Ligeira de Coimbra, Orq. de Sopros do Conservatório de música do Porto, Quinteto de Sopros, os ventos, e com muitas bandas do norte do País. Em 2003, ministrou uma masterclass de trompa, em todas as bandas militares, do exército sedeadas em Lisboa, Porto, Coimbra, Évora, Madeira e Açores. Paralelamente tem-se dedicado à composição de marchas de rua, de procissão, rapsódias, transcrições, hinos e arranjos para diversos agrupamentos. Escreveu para a Orquestra, Coro e Solistas “O Senhor da Cruz”. Em agosto de 2005 foi condecorado pela Câmara Municipal de Esposende, com a Medalha de Mérito Cultural. Em novembro 2007 participou na masterclass de direção, orientada pelo maestro holandês Jan Cober. Tocou a solo na casa da música do Porto o concerto nº1 para trompa de Richard Strauss para assinalar o dia do comando do pessoal do exército. É técnico da federação de bandas filarmónicas do Minho e da confederação musical portuguesa. Em setembro de 2009 foi convidado a ministrar um curso de aperfeiçoamento musical de Orquestra Jovem “Sopros do Minho”. A 5 de Outubro 2009 foi atribuído ao maestro e compositor Valdemar Sequeira o diploma de mérito, pela federação regional de bandas do Minho, em reconhecimento do seu contributo para o engrandecimento da arte dos sons. Em novembro de 2009, ministrou um curso de direção para banda de Musica em Vila Nova de Tazem. Em maio de 2010 deslocou-se ao Faial a convite da banda artística Flamenguense, para ministrar uma ação de formação musical e direção. Em setembro de 2010 ministrou um curso de aperfeiçoamento musical de orquestra jovem “Sopros do Minho” em Esposende, como maestro coordenador. Em julho de 2011 Ministrou um curso de aperfeiçoamento musical de orquestra jovem “Sopros do Minho” Fafe, como maestro coordenador. Em fevereiro de 2012 foi condecorado com a medalha de Afonso Henriques de quarta classe pelo exército português. Em julho de 2012 ministrou um curso de aperfeiçoamento musical da orquestra jovem “Sopros do Minho”, em Caldas das Taipas como maestro coordenador. Em agosto de 2012 fez uma formação na empresa C&C “Yamaha ClassBand”. Em 14 de abril 2013 foi condecorado com a medalha de serviços distintos “grau-ouro” pela Liga dos Bombeiros Portugueses e também foi concedido o diploma de associado honorário dos Bombeiros Voluntários de Esposende.

Desde outubro de 2014, é diretor artístico da Sociedade Artística Banda de Vale de Cambra.

A 20 de Setembro de 2015, foi condecorado pela Associação Cultural e Recreativas de Vila Nova de Cerveira, com a “clave de sol em ouro" pelos serviços prestados a Vila Nova de Cerveira na componente musical.